Tecnologia reduz o impacto dos custos na indústria

Lavanderia Dinâmica
Tecnologia Multitherm garante maior controle nos processos da Lavanderia Dinâmica
1 de dezembro de 2017
Crescimento do Brasil
ONU está mais otimista com o crescimento do Brasil
10 de Janeiro de 2018
Automação

Neste fim de ano a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou o aumento de 42,8% no valor cobrado pela bandeira vermelha no patamar 2. Se o aumento já representa um impacto considerável na conta de luz doméstica, ele se torna muito mais significativo quando se fala em indústria. Com máquinas que consomem energia 24 horas por dia em muitos casos, as empresas se veem obrigadas a buscar alternativas para reduzir o consumo.

Uma das soluções que vêm ajudando a indústria, incluindo as empresas de beneficiamento têxtil, é a automatização dos processos. Com a automação e um ERP as empresas reduzem os custos de produção, incluindo energia elétrica. A Multitherm desenvolve controladores, dosadores e conta com softwares de gestão especializados que já apresentam resultados para as empresas que investiram nestas tecnologias.

Segundo os nossos clientes, com a automação e o ERP, a economia de energia elétrica chega a 60%. Isso porque, com maior controle, é menor a chance de erro humano e a necessidade de retrabalho, garantindo processos mais ágeis e assertivos. Além da redução na conta de luz, as empresas observaram economia de até 50% de água, até 40% no tratamento de efluentes e menos 20% na utilização de produtos químicos. Como resultado dessa equação, uma gestão mais sustentável e maior lucratividade.

Novo perfil de mão-de-obra

Uma das principais preocupações das pessoas quando se fala em automatizar processos na indústria é a de que as máquinas irão substituir os funcionários e provocar desemprego. Mas o que se observa na maior parte das empresas é a necessidade de investimento em desenvolvimento do capital humano ou a troca por um novo perfil de profissional, que saiba operar a tecnologia.

A relação entre automatização da indústria e desemprego fica ainda mais desacreditada quando colocada em um contexto global. O Brasil é apenas o 24º país mais automatizado do mundo, com 10 robôs para cada 10 mil trabalhadores e uma taxa de desemprego de 11,6%. Enquanto isso, a Coreia do Sul, que possui 531 robôs para cada 10 mil trabalhadores e é o país mais “robotizado” do mundo, tem apenas 3,5% de taxa de desemprego. Isso significa que o desemprego está muito mais relacionado à situação econômica do país do que ao uso de tecnologia.

Vale ter em mente que empresas automatizadas otimizam o seu processo, reduzindo custos e tempo de produção. Com estas economias, é possível conquistar ainda mais clientes e expandir os negócios, consequentemente, aumentando a equipe.

 

Fontes: Época Negócios / Estadão